As maroscas do vaticano, via O Cachimbo de Magritte

De facto o Vaticano só se dedica a fazer política, como se pode ler aqui. Eu, se fosse os Espanhois, seguia o exemplo do Henrique VIII (sem decapitar a rainha Sofia, por favor, que é tão simpática) e criava uma igreja separatista. Para o Vaticano aprender.

Esta entrada foi publicada em Antianémicos. ligação permanente.

4 respostas a As maroscas do vaticano, via O Cachimbo de Magritte

  1. Mário diz:

    O melhor elogio que se pode fazer ao Vaticano é precisamente que faz política, ou seja, envolve-se na coisa pública. Isto vai contra as ideologias moderninhas

  2. Mário diz:

    Isto vai contra as ideologias moderninhas que advogam um papel para a religião completamente afastado da coisa pública. A religião seria unicamente aquele intercâmbio entre o indivíduo e o Inexistente, assim uma coisa para tolinhos e eles até fazem o favor de os retirar da frente dos olhares alheios para não serem postos ao ridículo.

  3. Carmex diz:

    É isso mesmo: a Igreja tem tanto direito como qualquer outra organização de influenciar, pressionar, pedir verbas, etc.

    (Mas, felizmente, não se dedica SÓ a isso. E, quando se dedica a fazer política, o objectivo da Igreja não é o poder mas o serviço.)

  4. Mário diz:

    E a política não é só a utilização dos meios do Estado…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s