Que inveja tenho eu dos italianos

Não só têm as cidades e terriolas mais bonitas do mundo – Roma, Veneza, Florença, Siena, Mântua, e eeeeeeeeeeeeetc. -, as obras de arquitectura mais deslumbrantes – o Duomo de Milão, a Basílica de São Marcos, a Capela Sistina, o Coliseu, e outra vez eeeeeeeeeeeeetc. -, as obras de pintura e escultura mais perfeitas – a Pietá, a Escola de Atenas, os Tiepolos, e outro largo eeeeeeeetc. – como também têm os designers mais talentosos e vestíveis – Armani, Donatella Versace, Miuccia Prada, Alberta Ferreti ou Frida Giannini (que apesar de estar em último lugar corre o risco de ser a minha preferida).

Além de todos estes injustos dons, os italianos ainda conseguem a proeza de ter um país que vive ignorando placidamente qualquer governo que finja governá-los, que de resto durará apenas até à próxima (e breve) briga de comadres.

Em Portugal, como não temos nem as obras de arte nem as cidades nem as roupas que os italianos saboreiam, temos que nos divertir dando importância ao que os nossos governos fazem e dramatizando qualquer acontecimento político. Nos casos mais agudos de privação destes deliciosos dons – tipo o meu caso – ainda se divertem a comentar a política alheia.

Esta entrada foi publicada em Anestésicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s