Anda aqui dedo da Anna Wintour

Há uns meses a Vogue americana fez umas peças com as mulheres dos candidatos democratas à presidência dos Estados Unidos (eu só apanhei a Elizabeth Edwards, esta com a sua própria roupa, e a Michelle Obama; não sei se houve igual solicitude com as esposas dos canditatos a candidatos republicanos). Sendo a Hillary uma senhora que já havia aparecido, enquanto primeira dama, em produções da Vogue, naturalmente foi novamente convidada a participar numa peça da Vogue. Hillary recusou, supostamente porque essa participação a faria parecer feminina! A Anna Wintour não gostou e dedicou o seu editorial da edição de Fevereiro a indignar-se por uma mulher candidata a um cargo político pensar (e parecer pensar que os outros também pensam) que vestir-se bem, gostar de se aperaltar e apreciar roupas deliciosamente boas e lindas é um handicap na candidata.

Como o caso Obama bem mostra, a adesão a um candidato não é feita apenas pelas ideias do candidato. De facto é importante saber se uma pessoa que tem boas ideias é capaz de as implementar, se é suficientemente sério para não ser corrompido, se não vai abandonar as boas ideias assim que ocupar o cargo para que for eleito,… É natural que os eleitores façam uma avaliação de carácter sobre os candidatos e que essa avaliação tenha um grande peso na sua decisão. Ora é aqui que Hillary falha, e falhou neste caso concreto. Hillary é uma mulher traída pelo marido e que já revelou uma coluna de aço para enfrentar as humilhações públicas. A postura dela à época foi excessivamente fria e não é nada apelativa. Na campanha para as primárias Hillary continuou a mostrar-se fria, o que convence pouco perante o carismático e envolvente (ainda que vazio) Obama. Em New Hampshire Hillary deveria ter percebido que o eleitorado gostava de percepcionar que ela tem as vulnerabilidades de qualquer mulher (ou pessoa), porque isso a coloca no mesmo patamar dos eleitores e assim estes podem criar empatia com a candidata. Não percebeu. Hillary não é uma sindicalista operária que não repara sequer no que tem vestido; Hillary é uma filha da classe média, advogada bem-sucedida, esposa de um político que chegou a presidente, senadora e (actualmente) rica. Com este percurso o normal seria adorar fazer uma produção com a Vogue com as roupas fantásticas que lhe propunham; qualquer mulher no lugar dela adoraria a oportunidade. Também qualquer mulher elegante admira (mesmo que em segredo) outra mulher elegante; as americanas citadinas render-se-iam. Hillary recusou para não dar ideia de ser uma coisa que de facto é. Foi postiça.

Nem me passa pela cabeça sugerir que as dez derrotas seguidas de Hillary se deveram a este affair com a Vogue, mas parece-me que é exemplificativo de como Hillary conseguiu não aproveitar as suas vantagens como candidata feminina (ai o quanto teria a aprender com a Cristina Kirchner e o mistério das suas plásticas…) e criar distância com os eleitores. E isso paga-se em derrotas.

Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

4 respostas a Anda aqui dedo da Anna Wintour

  1. hirudoid diz:

    One step closer, Carmex. One step closer…

  2. Salah al-Din diz:

    Você não percebeu nada… Ela recusou porque é FUFA ! Claro que não gosta de se sentir feminina… Se a Vogue lhe tivesse proposto a implantação de um pénis, ela ia logo a correr…

    E traída pelo marido ? She doesn’t care ! Quando uma amante do Bill Gaitas lhe foi sussurrar que tinha ouvido que a mulher dele era sapatão, o Bill riu-se muito e respondeu-lhe: “Honey, she’s probably eaten more pussies than I did”…

    Saladino, primo do Euroliberal

  3. Carmex diz:

    Bom, se ela teve um caso com aquela menina do seu staff que apareceu em várias fotografias – e também na Vogue – tem muito melhor gosto do que o marido.

    Mas nem numa lésbica se perdoa a recusa de uma produção na Vogue: já passou a era das lésbicas-homem, agora muitas são hiper-femininas e devotas fashionistas.

  4. panaxginseng diz:

    eu confesso que teria um fraquinho por lesbianas femininas…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s