Bloody Ireland

Esta sugestão da aceitação de uma sharia limitada na Grã-Bretanha pelo Arcebispo da Cantuária fez-me recordar algumas partes da sangrenta história da Irlanda e das opiniões que dela se tinham em Londres até à I Grande Guerra.

Muito resumidamente: Depois da Batalha do Boyne e derrota de James II para o marido da sua ungrateful daughter Mary,  o domínio dos britânicos protestantes sobre a Irlanda e os irlandeses maioritariamente católicos foi absoluto, com uma revolução (inspirada na francesa) em 1798 fracassada. Nos séculos seguintes os meios políticos britânicos discutiram a forma desse domínio: deveriam permitir que os católicos ocupassem cargos políticos? deveria ser concedida a Home Rule à Irlanda? e com que grau de autonomia? Os whigs e seus sucessores liberais inclinavam-se para minorar as injustiças que sofriam os católicos irlandeses e os tories seguiam uma hard line.

Curiosamente, um dos grandes argumentos usados até ao fim do sec. XIX para se banirem (ou limitarem) os católicos dos cargos políticos na Irlanda era a obediência que cada católico deve ao Papa (caindo numa grande confusão quanto à lealdade de um crente ao líder da sua Igreja, provavelmente devido à sobreposição existente na Igreja Anglicana com o título de Defender of the Faith atribuído aos reis de Inglaterra). Um católico, dizia-se, não poderia ser leal ao Imperador Britânico porque a sua lealdade ia em primeiro lugar para o Papa em Roma.

É bonito que não se persista nos erros e que estes sejam corrigidos. Não é conveniente, contudo, de seguida caír no erro simétrico.

Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s