Não têm razão melhor?!

Ainda não percebi qual o problema que aflige as empresas do sector automóvel para tanto desejarem a saída da Max Mosley da FIA. É o facto de MM ter entrado numa orgia sexual? (Será o único que faz destas, no mundo da Fórmula 1?!) É a “agravante” de a orgia ter incluído simbologia nazi? (Será a simbologia nazi mais escandalosa do que simbologia, por exemplo, satânica?!) Será o facto de, subitamente, terem percebido que o infâme sobrenome Mosley era relacionado com a origem da “infâmia”? E que, sendo relacionado (filho!) com o proscrito Oswald Mosley, que além de nazi foi um mulherengo promíscuo, estas falhas privadas não se perdoam?

Ocorre-me dizer que, além de nesta história se sentir um acentuado odor de vingança póstuma aos Mosleys, se os pais de Mosley já haviam pago pela sua defesa da iníqua ideologia nazi (e pagaram bem, com prisão sem terem de facto feito nada que perigasse a segurança britânica e apenas por questões propagandísticas – que numa guerra são tão importantes como questões tecnológicas, é certo, e não havia escapatória a esta prisão -, com ostracismo social – o casal Mosley viu-se na necessidade de se mudar para a Irlanda e posteriormente para França -, e com a insignificância política, Max Mosley também já pagou pelas posições políticas dos seus pais. E se estes pagaram pelo caminho que escolheram livremente, Mosley já não pode ser acusado de querer negociar licenças de rádio com os alemães ou de casar em casa de Goebbels. Max Mosley tinha dois meses (a ser amamentado) quando a mãe foi presa, tendo-a visto um par de vezes nos três anos seguintes; no pós-guerra foi-lhe recusada a entrada em qualquer estabelecimento de ensino na Grã-Bretanha, tendo MM e o irmão mais velho feito os estudos em casa; mais tarde foi-lhe impossível tentar uma carreira política devido ao sobrenome.

Se querem correr com Max Mosley por questões de política da FIA, que corram; agora se é por grande choque com as ligações nazis que Mosley cultiva numa festa privada que em nada se relaciona com a F1 ou a FIA, então chateiem outro que Max Mosley já teve a sua dose.

 

Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

2 respostas a Não têm razão melhor?!

  1. PR diz:

    Concordo inteiramente.
    E pode acrescentar-se mais uma peripécia na vida de Mosley.
    Além das proibições de entrada em estabelecimentos de ensino na infância e da impossibilidade de ter uma carreira política, no passado fim de semana, Mosley foi “convidado” a não entrar no Bahrain (onde se realizou o Grande Prémio de Fórmula 1) pelo Príncipe Salman Bin Hamad, porque, segundo ele, os costumes daquele país se sentiram ofendidos pelos actos praticados por Mosley na célebre orgia.
    Profundamente ridículo.

  2. Carmex diz:

    Tem razão, devem ser muito mais ofensivas as orgias do que um atentado terrorista ou outro. Profundamente ridículo, deveras.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s