Uma questão de exemplo

Este episódio dos cigarros de Sócrates no voo para a Venezuela é ridículo, e a qualificação pode-se agradecer a Sócrates exclusivamente.

Para começar, mesmo no início. Fumar dentro de um avião é, antes de tudo, uma tremenda falta de educação (e eu já fumei, ainda que pouco, e fiz voos quando ainda era permitido fumar em aviões e nunca me passou pela cabeça, depois de ultrapassada a puberdade e respectiva necessidade de fazer disparates que desagradassem aos outros, fumar dentro de um avião; deixei de fumar sem problemas, garanto que não na sequência de um transplante de pulmão, pelo que não carrego nenhum azedume com aqueles que ainda fumam). Nada que surpreenda num primeiro-ministro que escolhe achincalhar os opositores políticos eleitos pelos cidadãos quinzenalmente na AR.

De seguida. Claro que um PM que faz aprovar uma lei anti-tabaco tão restritiva como a nossa, não só deve saber o que diz a lei como cumpri-la escrupulosamente. Não o fazer é mostrar o que pensa: as leis são para os que não têm estes escapes ministeriais cumprirem, que há quem seja demasiado importante para ficar obrigado pelas leis do país.

Mais. Depois de se saber que Sócrates não cumpre as leis que cria, vem o PM pedir desculpa e justificar que desconhecia a lei!!! Eu não tenho formação em Direito, mas recordo-me que a ignorância da lei não isenta ninguém do seu cumprimento. Será que Sócrates também desconhece isto? E será que todos os portugueses que violarem a lei poderão usar a mesma desculpa? É que se serve para um PM tem que servir para aqueles que são governados por tal ignorante.

Por fim. A decisão de deixar de fumar e respectivo anúncio ao país. Já se viu comunicação mais brejeira e ridícula? Porque achará Sócrates que me interessa se fuma ou não? (Bem, desde que não seja o OGE a pagar os cigarros.) Também nos vai contar se usa boxers ou slips? E que tem isto a ver com a violação da lei que já se concretizou? Este PM desce de nível com toda a falta de vergonha.

Esta entrada foi publicada em Alucinógenos. ligação permanente.

5 respostas a Uma questão de exemplo

  1. Sabe Carmex nos cursos de engenharia ainda não há uma cadeira de direito (técnico?)…

  2. Carmex diz:

    Pedro, essa do direito técnico está bem apanhada, sim senhor!

  3. Só Maria diz:

    tudo isto é falta de muita coisa… desde o primeiro ministro que não respeita a lei que criou (se bem que é verdade que num avião fretado é da exclusiva responsabilidade do cliente a opção de ser um voo fumador ou não)aos nossos media, que uma vez mais parece que não têm nada mais importante para noticiar do que se o PM fuma e onde o faz… até acredito que haverão jornalistas que gostariam de publicar essa outra curiosidade sobre se é boxers ou slips que o homem usa… é tudo muita falta de nível mesmo, de alto a baixo! concordo!

  4. Carmex diz:

    A comunicação social também tem aqui um papel interessante e que eu desconhecia: pelos vistos é usual o PM fumar nestes voos e nunca foi noticiado. Porque terá sido noticiado agora?

  5. Só Maria diz:

    a pergunta que fica é mesmo essa… porquê agora? é que segundo já foi entretanto “ventilado”, também nas comitivas presidenciais isso tem acontecido… mas também ninguém falou… devia ser mesmo falta de assunto para noticiar naquele dia! só pode! 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s