Lá teremos Obama

Segundo adianta a Associated Press, Obama já conseguiu os 2118 delegados à convenção que precisa para assegurar a nomeação democrata.

Mesmo que “o número mágico” ainda não tivesse sido atingido, hoje terminam as primárias democratas e os superdelegados encarregar-se-iam de declarar o apoio ao candidato que mais pledged delegates ganhou, que venceu o voto popular e que ganhou em mais estados (apesar de não ter ganho nos estados maiores nem nos swing states, o que de resto só dá picante adicional para as presidenciais de Novembro, porque McCain não são favas contadas).

Eu tenho pena. As primárias democratas foram uma boa variedade, eu comecei a admirar Hillary Clinton – que está agora a ser punida pelos seus erros iniciais da campanha, mas que é sem dúvida nenhuma mais preparada que Obama, mais eficaz nos estados que costumam eleger presidentes democratas e, sobretudo, muito menos postiça do que o candidato-centrista-que-afinal-tem-o-record-de-voto-mais-à-esquerda-no-Senado – e vou sentir saudades dela e do seu desassombro. Há disponibilidade da parte dela para ser VP no dream ticket (e se Obama a convidar, depois do azedume mútuo e de várias circunstâncias em que se cruzaram e mal se cumprimentaram, será apenas porque reconhece que ela lhe é essencial com certos grupos populacionais), mas quem liga a um VP?

Em todo o caso, com a nomeação de Obama, the real battle begins. Quer a conjuntura económica americana quer a evolução no Iraque terão as suas colheradas nestas eleições.

Esta entrada foi publicada em Placebos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s