E ainda dizem que os livros do Harry Potter são fantasia…

No fim de semana lá percebi, graças à Única do Expresso, alguma utilidade do transístor de papel criado pela equipa de Elvira Fortunato – eu sou ainda menos do que leiga neste assuntos da electrotécnica – e aparentemente estes transístores tornam possíveis imagens em movimento em suportes de papel, com um custo bastante reduzido. Já há uma tecnologia que permite isto mas com custos elevados. No fundo, a equipa da Elvira Fortunato trouxe para o mundo dos muggles aquilo que é absolutamente comum no mundo de magia do Harry Potter, onde as fotografias não eram estáticas e mostravam os seus objectos em plena acção.

Mas não foi só a equipa da Nova que se inspirou no Harry Potter. O Sol informou-me que uma equipa californiana conseguiu tornar invisível um objecto visível e que esta tecnologia (alguma coisa a ver com a forma como a luz é reflectida ou refractada, vão à procura da notícia se vos interessar, que eu sou manifestamente incapaz de dizer qualquer coisa com nexo sobre isto) pode permitir a utilização de espiões e até de exércitos invisíveis. Bem feita para quem gozou com o invisibility cloak que o Harry Potter herdou do pai.

Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

Uma resposta a E ainda dizem que os livros do Harry Potter são fantasia…

  1. Pingback: Quando a realidade supera a ficcção « Farmácia Central

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s