Contagem decrescente

McCain ganhou sem qualquer dúvida o último debate. Claro que os eleitores americanos podem não concordar comigo – como tem referido o Nuno Gouveia, Obama tem um discurso que é o que actualmente os eleitores querem ouvir – e é isso que é relevante para os candidatos. Mas foi o debate mais interessante dos três, teve alguns assuntos abordados que não haviam surgido nos anteriores (em que se disse a mesma coisa) – como a escolha dos juizes para o Supremo, o aborto ou o plano de educação. McCain esteve agressivo e bem; Obama aguentou-se mas foi sensaborão (algo que, de resto, lhe é habitual). Obama fez uma tentativa de humor que saíu frustrada. A resposta de McCain quando Obama o tentou ligar a Bush pela enésima vez foi de antologia, o ataque ao objectivo de Obama de “espalhar a riqueza” foi certeiro e contundente e a utilização do Joe, the plumber foi genial.

Infelizmente, temo que não dê para virar os resultados. Em todo o caso a Rasmussen hoje e ontem tinha a mais pequena distância entre Mccain e Obama das últimas semanas: 50%-46%. E a distância na Gallup também tem encurtado; nos likely voters a distância é de 2%, com vantagem para Obama. E a IBD/TIPP (via André Pessoa) dá também apenas uma diferença de 2%.

Advertisement
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s