Pena para o suposto proselitismo? Morte a sangue-frio

“A British female aid worker shot dead on the street in Kabul this morning had only recently been pulled back to the Afghan capital because of security fears over her charity’s Kandahar office.

Gayle Williams, 34, from London, was gunned down at 8am in a drive-by shooting by two armed men on a motorcycle as she walked to work in the west of the city.

Taleban militants who claimed responsibility for the shooting accused her of spreading Christianity. “

No Times.

Mas claro, a culpa destas coisas é de GWB (afinal se não tivesse havido guerra não estaria no Afeganistão Gayle Williams), os talibans apenas reajem à invasão do seu país e os muçulmanos é tudo gente simpática nada propensa a actos que mostram um atroz desperzo pela vida dos ‘infieis’ (não, não acho que sejam todos terroristas, mas os mais ‘moderados’ ‘esquecem-se’ com tanta frequência de se distanciarem destes actos abjectos…; e no que toca a direitos humanos das mulheres, um bom par de nalgadas a cada homem muçulmano só poderia ter bons resultados).

Esta entrada foi publicada em Antiparasitários. ligação permanente.

2 respostas a Pena para o suposto proselitismo? Morte a sangue-frio

  1. fernando antolin diz:

    Par de nalgadas,não!! Agarrados pelos “tintins” e obrigados a dizer,em 30 segundos,dez marcas de parafusos bielo-russos…

  2. Carmex diz:

    Fernando, o que o seu comentário me fez rir! Mas tem razão, lá isso tem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s