Exemplo de um post militantemente estúpido

Este post do CAA é, porventura, o post mais estúpido que já consegui ler na blogosfera, e todos sabemos como a competição é renhida neste atributo. Não, não é por se meter com o nascimento virginal de Jesus – já dizia S. Paulo que Cristo era filho do homem pela carne e filho de Deus pela Ressurreição; além disso, os relatos da anunciação e nascimento de Jesus foram redigidos em género midráshico, consideravelmente diferente das fichas dos ginecologistas, pelo que não sabemos como se processou a concepção de Jesus (eu aposto que Maria não andou a revelar segredos de alcova aos evangelistas); só sabemos que a concepção de Jesus foi um acontecimento querido por Deus, orquestrado por Deus, com que grau de participação de Deus não sabemos.

Não, o post é muito estúpido porque, como se percebe pelo parágrafo anterior, CAA não faz a mais pequena ideia do que escreve, o que não o impede de tentar a graçola, não conseguida, às custas dos que acreditam na divindade de Jesus. Mas, apesar neste campo lhe ser reconhecida uma vultuosa ignorância, o CAA considera-se especialista e, mais uma vez, embaraça-se. No entanto não há problema, porque o próprio, tão cheio de si, nem deve reparar.

Esta entrada foi publicada em Anestésicos. ligação permanente.

5 respostas a Exemplo de um post militantemente estúpido

  1. AAC diz:

    É por estas e por outras que o P. Arroja o apelida de “badameco”…
    http://portugalcontemporaneo.blogspot.com/2008/09/um-badameco.html

  2. Carmex diz:

    Eu acho que é por outras coisas que o PA lhe chama nomes. Por posts como este acho que o que podemos chamar ao CAA é “coitado” (porque, apesar de todas os ódios de estimação do CAA e dos disparates que escreve quando os refere, acho que ele é bem melhor do que algumas estupidezes que produz – como, no fundo, somos todos quando produzimos estupidezes).

  3. AAC diz:

    Cara amiga, considera-me auto-flagelado pelo comentário anterior…

  4. Carmex diz:

    Não precisa nada de se auto-flagelar, e perdoe-me se pareci repreendê-lo. Nada disso! De facto ler certas coisas que o CAA escreve dá vontade de dizer uns nomes feios; mas, no caso do CAA, que, claro, não conheço, penso que ele é mais impulsivo e agressivo e faccioso do que mau carácter.

  5. Joao Farinha diz:

    Gosto muito quando escreves este tipo de posts Carmex.

    EEs objectiva, porque apesar de se perceber de onde vens (a tua motivacao), os argumentos sao claros e baseados no teu esforco pessoal em tentares entender estas realidades. A tua curiosidade por estes assuntos nao se ficou por mandares uns bitaites, foi mais aleem, e aprendeste uma data de coisas que podes partilhar com os outros, avulso, ou no contexto de artigos patetas como o que a te referes.

    Muito bem. Manda mais postas destas! Eu aprendo sempre…

    Also que podes atee fazer ee adicionares umas referencias (uns links) que possam ajudar a malta a juntar-se com a sua curiosidade.

    Joao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s