Media traiçoeiros, seus marotos

Em sentido contrário a este post sobre Palin, quer-me parecer que os media americanos, que se dedicaram até agora a eleger Obama – mas que, desconfio, gostam mais da marca Democrat do que do próprio Obama, vamos não esquecer que por exemplo o NY Times apoiou Hillary Clinton nas primárias, e, sobretudo, que odeiam o religioso e socialmente conservador Bush de morte e reclamam vingança pelos últimos oito anos – vão depressa, depois das eleições, sujeitar o Presidente Obama a um escrutínio a que este não está habituado e ao qual, quando com ele é confrontado (lembram-se do último debate com Hillary?), reaje com o mesmo enfado e indignação que Luís XIV usaria se a Maria Teresa de Áustria ousasse inquirir sobre a ligação com a Louise de La Valliére. E, mais uma vez, vai ser divertido.

” Despite the disgrace of our free-but-self-caged press, many voters have managed to learn for themselves that Obama has spent a lifetime associating with the kind of anti-Americans and subversives that, by rights, make him ineligible for a federal security clearance — something Daniel Pipes has noted.”

Diana West, no Townhall.

Esta entrada foi publicada em Vacinas com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s