Dress code para tempos de crise

Logo agora que precisamos de alegria, alento, vivacidade, rasgos de criatividade dizem-nos os especialistas e as tendências que temos de nos vestir de forma mais séria. Concretamente, para as meninas, é abandonar as cores e os estampados mais ofuscantes (e provavelmente modelos mais arrojados ou informais) e voltar ao bom e velho fato (de calças ou saias fica para ser decidido por cada um). Não gosto da tendência mas percebo-a: em tempos conturbados é conveniente lidarmos com profissionais que aparentam seriedade e confiança e prudência do que pessoas que pela forma de vestir se classificam como originais e ousadas. (Eu, em todo o caso, dificilmente voltarei ao fato. Ou abandonarei cores que as más línguas consideram histéricas.) Uma carteira marcante e uns saltos altos continuam, claro, a fazer todo o sentido.

“But with the unemployment rate in America at a 14-year high and more than half a million jobs lost in the last three months alone, there has been a detectable shift in the way people are dressing for work. In the financial sector, certainly, the tone has become more serious, and as a predictable result, somber suits are making a comeback. Companies like Men’s Wearhouse and Tahari are reporting an upswing in suit sales, particularly for those classic navy or gray pinstripe styles they classify as “interview suits.” Arthur S. Levine, known as the suit king of Seventh Avenue (who now designs a collection of women’s career clothes in a joint venture with Mr. Tahari), said he sold 1.8 million outfits this year, almost 10 percent more than he had expected.”

NY Times 

E lá no meio do artigo não é que vejo uma defesa do guarda-roupa de Sarah Palin durante a campanha? É uma pena a secção de moda do NY Times não dar umas lições aos seus colegas da área política. Lá porque a senhora é gira e valoriza as roupas não quer dizer que vista só designers de topo. Ora leiam, do mesmo texto:

“Take cues from what powerful women are wearing, as in Michelle Obama or Sarah Palin. Mrs. Obama wore a J. Crew cardigan with a textured skirt on “The Tonight Show With Jay Leno” that demonstrated a classy combination of polish and ease. And Governor Palin, despite the controversy surrounding her campaign clothes, was most often wearing sensible suits from Tahari Arthur S. Levine that she had mixed and matched. Mr. Levine was upset that news programs were so impressed with a red suit with a ribbon belt that they assumed it was by the likes of Oscar de la Renta, not the Tahari suit sold at Neiman Marcus for about $498. About 20 other suits from his collection worn by Ms. Palin cost less than $198.”

Esta entrada foi publicada em Placebos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s