Old school politics

Esta camanha americana teve uma virtude: ninguém pode dizer que Obama enganou as pessoas quanto ao seu carácter e às suas ideias do extremo liberal americano. Também só alguém com gosto particular por ilusões permanentes pode pensar ainda que Obama propõe uma nova forma de fazer política (ou uma nova política, já que a política de Obama é velhinha de setenta anos e teve como grandes defensores Roosevelt, Hitler, Lloyd George e Oswald Mosley). Quanto à suposta ética do senhor, basta o caso gritante de recusa do financiamento público depois de ter garantido por várias vezes aceitá-lo (bem, também depois desta eleição ninguém pode dizer que não conhece o preço de Obama); não obstante, várias alminhas continuam a referir-se a Obama como portador de “uma elevada estatura ética” (ou expressão grandiloquente parecida). Depois da leitura deste texto de Amir Taheri (refernte a um caso que não é novo e que tenho ideia de já ter referido aqui no Farmácia), fazem-me o obséquio de pararem com estes disparates embaraçosos sobre Obama? Agradecida pela atenção e pelo evidente esforço de contenção.

“In an opinion piece published by the New York Post in September, I drew public attention to Senator Barack Obama’s attempt to interfere with negotiations between Iraq and the United States regarding the presence of American troops and future defence co-operation between the two countries. I argued that by trying to undercut the incumbent president, Obama had broken a golden rule of American politics and manifested either his naïveté in matters of diplomacy or, worse still, a remarkable degree of cynicism. (…)

ABC News then quotes Obama as telling Zebari that “any negotiations for a Status of Forces Agreement or SFA should be done in the open and with Congress authorisation”.

In other words, Obama was, in effect, telling a foreign official that the present US administration had no authority to conclude agreements with Iraq.

On his websites, Obama confirmed my account: “The Bush administration must submit the agreement to Congress or allow the next administration to negotiate an agreement which has bipartisan support…” Note that he was talking of one agreement, abandoning the attempt at separating SOFA from SFA and claiming that I, Zebari and everyone else had been confused.(…)

Obama opposed the war to liberate Iraq, despite 18 mandatory resolutions passed by the UN Security Council over 13 years. After the liberation of Iraq, Obama did all he could, including voting against funding for US troops, to sabotage efforts to win the war. Obama claimed that the surge was failing, even when it had become clear to all that General David Petraeus’s plan had succeeded beyond all expectations. Obama enters the last phase of his election campaign without anything resembling a coherent policy on Iraq, the most important foreign policy issue facing the US at present. And this is dangerous both for Iraq and the US. No amount of name-calling and obfuscation can hide that fact. “

Amir Taheri, Standpoint Magazine

(por lapso atribuí o artigo à Spectator, com linke correcto para a Standpoint; fica a correcção).

Advertisement
Esta entrada foi publicada em Antiparasitários. ligação permanente.

4 respostas a Old school politics

  1. Carmex diz:

    Bem, até eu acho despropositado referir estes senhores ao lado de Obama. Qualquer presidente dos EUA, tão grande é o escrutínio, é sempre um santinho comparado com esta turba. Eu não gosto de Obama porque ele se afirma aquilo que não é – um político diferente, mais ético. Mas está a anos luz desta gente estranha composta por Sócrates, Felgueiras, Pinho and the likes.

  2. AAC diz:

    Carmex, é tempo de irmos para a rua também protestar com qualquer coisa que nos venha à cabeça. Está atenta aos noticiários, que daqui por umas horas a avaliação dos professores vai cair…

  3. Carmex diz:

    André, então vamos lá… o problema é só escolher entre as razões para protestar, devido ao número excessivo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s