God at work

Apesar de no mundo europeu bem-pensante ser impossível ouvir este discurso, nos Estados Unidos é usual e adequado. É por isso que as declarações de Sarah Palin sobre uma eventual candidatura à Casa Branca no futuro – iria por aí se fosse uma porta que Deus lhe estivesse a abrir – foram encaradas como normalidade por lá e não com o escárnio deste lado do Atlântico.

Religion in the workplace, Washignton Post (e nenhum dos intervenientes faz parte da dita “direita burra e religiosa”).

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

2 respostas a God at work

  1. PR diz:

    Obviamente que, se Sarah Palin fosse muçulmana e dissesse que Alá ou Maomé lhe abririam uma porta, a esquerda burra e laica europeia nunca a criticaria, em nome da “tolerância” que tanto apregoam…

  2. Carmex diz:

    Claro. Há religiões e religiões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s