Incompetência cara

Um milhão de euros foi quanto custou ao Sporting a incompetência de Lucílio Baptista.

Mas como uma desgraça raramente vem só, eis que este expoente do que melhor temos na arbitragem nacional vem dizer às câmaras da SIC que não viu o penalty e que só o confirmou porque o seu assistente que estava atrás de si (e não é demais relembrar que Lucílio estava a tentar olhar para a bola) lho confirmou, porque o árbitro assistente que estava ao pé da bola disse que não tinha visto nada. Quando nesta altura se pensa que as coisas não podem piorar, eis que este mesmo senhor diz também que não se apercebeu que um encontrão que o leva a recuar dois passos e a abrir os olhos ao jogador que literalmente se atirou contra ele tenha sido um incidente grave, e portanto não viu necessidade de o mencionar no seu relatório…

Numa empresa normal, um erro grosseiro de um quadro incompetente que tenha um prejuízo de um milhão de euros pode ser considerado justa causa para despedimento. No futebol português, o próprio do incompetente aparece 24 horas depois da desgraça em plena televisão a dizer que assume o erro com muita pena mas agora já não pode fazer nada.

Com árbitros destes, alguns a quem a incompetência causa mesmo problemas de saúde (lembre-se a azia de Jorge Coroado, outro talento da nossa arbitragem, depois de um Chaves-Sporting), e com o presidente de um órgão responsável como a comissão de arbitragem a dizer de forma no mínimo irresponsável que quem não gosta das arbitragens o melhor é não ir ao estádio, não é de estranhar que os estádios de futebol por esse país fora construídos por altura do Euro2004 (esses grandes investimentos tão criteriosamente escolhidos e até agora com elevados retornos) estejam às moscas.

Não quero com isto tirar o mérito da vitória do Benfica, que embora não tivesse jogado grande coisa nem merecido vencer no final dos 90 minutos (visto que o prolongamento da decisão para a marcação de grandes penalidades foi presente de Lucílio Baptista), soube tirar partido da situação melhor que o Sporting na marcação dos penaltys (coisa que os discípulos de Paulo Bento têm que melhorar). Ironia das ironias, o tipo que acabou por decidir o jogo a favor do Benfica saiu do Sporting pela porta pequena há bem pouco tempo.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

2 respostas a Incompetência cara

  1. PR diz:

    Realmente foi vergonhoso.

    E o grande problema é que no meio da arbitragem existe um clima de impunidade, que faz com que os árbitros não sofram consequências sérias depois de erros destes.

    Talvez a profissionalização dos árbitros pudesse ajudar a que estes assumissem e respondessem melhor perante as instâncias próprias, sempre que cometem um erro.

  2. Carmex diz:

    Seja bem aparecido, menino Imodium. Nem que para isso o Sporting tenha que perder com o Benfica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s