Nada surpreendente

«Correr de ténis é pior que andar de saltos altos», no i. (E não estão contabilizados os benefícios que a vaidade traz à auto-estima feminina.)

Ainda que eu duvide, ao contrário do que conta a notícia, que correr faça bem à saúde. Eu, que sempre fui mais dada a desportos radicais como virar as folhas de um livro enquanto confortavelmente recostada num sofá, tenho muito más memórias dos meus dias de corridas nas aulas de educação física; geralmente punham-nos a correr à volta do recreio todo durante x voltas e eu e mais umas meninas ajuízadas ficávamos durante metade das voltas sentada no extremo oposto do recreio ao donde nos esperava o professor conversando sobre coisas interessantes para adolescentes, e sempre que fora da vista do professor andávamos em vez de corrermos – e estas vigarices sempre me pareceram madidas do mais elementar bom senso. Por outro lado, tenho caso cá em casa o exemplo do dearest husband, que nos últimos anos nas escassas vezes que vai jogar futebol com os amigos consegue sempre lesionar-se de forma a ser necessário, para o endireitar, meses de fisioterapia ou mesmo uma – e estamos por agora a ver de disponibilidade para a segunda – operação.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Vitaminas. ligação permanente.

Uma resposta a Nada surpreendente

  1. O Eusebiozinho d’Os Maias não diria melhor!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s