O “novo PSD”: o nosso Dorian Gray?

Já temos o Dracula e o Homem Invisível, só nos faltava mesmo um Dorian Gray.

Só um país que perdeu a noção das suas origens, da sua caminhada, da sua verdadeira natureza, aceita e alimenta estas “novas elites” políticas. Só um país que perdeu a noção da realidade, do essencial, do que realmente importa, aceita o mal menor de várias alternativas. Só um país que perdeu a sua orientação, a sua bússula, o seu norte, sul, este e oeste, aceita este paternalismo medíocre das inevitabilidades de patriotismo plastificado em direcção à sua morte lenta.

O que é mesmo que se festeja hoje?

Esta entrada foi publicada em Vacinas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s