Breve exercício de treino da visão da realidade

Baseando-me na série Lie to me, que passa às 4ªas feiras na Fox a partir das 22:00, irei propor um breve exercício de treino da visão da realidade. Esta série incide sobre o estudo da linguagem não verbal, sobretudo das expressões faciais e das micro-expressões (como não são detectadas à vista desarmada, pois trata-se de uma fracção de segundo, os cientistas da série passam muito tempo a observar os registos em vídeo).

O que nos interessa aqui é apenas verificar a importância da linguagem não verbal, as expressões faciais, os gestos. Talvez consigamos mesmo aprender a identificar algumas expressões mais óbvias e alguns gestos mais comuns. E também interessa saber que estas expressões e gestos são universais, comuns a todas as culturas, pertencem pois ao nosso património biológico digamos assim. São involuntárias, não dependem do nosso controle.

Ora bem, baseando-nos então nos conhecimentos básicos que vamos adquirindo na série Lie to me, vamos então ao TPC:

– quando estiver confortavelmente sentado(a) no sofá, em frente da televisão e de comando na mão, e passar por lá uma personagem que queira observar e estudar, isto é, verificar a fiabilidade da sua mensagem, experimente desligar o som e observar apenas as expressões faciais e os gestos. Vai ficar surpreendido(a). Volte a ligar o som: a mensagem verbal condiz com a linguagem não verbal? Pois é, a linguagem não verbal dar-lhe-á informação mais fidedigna do que a mensagem verbal. Volte a ligar o som, ouça um pouco, volte a desligar, observe. Interessante, não é? Em breve conseguirá distinguir os dois planos, verbal e não verbal, e até conseguirá detectar em que parte da mensagem a personagem se desvia claramente da veracidade ou da convicção.

– este exercicio também pode ser utilizado com pessoas com que interage no dia-a-dia. Desde que a sua vítima não se aperceba da sua observação indelicada, de que está a avaliar a fiabilidade da sua mensagem. Sem ser muito indelicado(a), experimente fixar a atenção nas expressões faciais e nos gestos, além da mensagem verbal. A primeira constatação será: o que se diz nem sempre está de acordo com o que se quer dizer (glup!) e que o que se diz pode mesmo contradizer o que se pensa (glup, glup!) Atenuante para estas contradições: a verdade nem sempre é suportável nos relacionamentos mais próximos, a mentira pode ser mesmo uma almofada emocional e mesmo afectiva (snif). Já no plano profissional e de responsabilidade colectiva, a verdade é fundamental. A base de uma vida colectiva saudável. Daí a importância do exercício de treino da visão da realidade.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Vacinas. ligação permanente.

2 respostas a Breve exercício de treino da visão da realidade

  1. Maria João Marques diz:

    Que bom texto, Ana!

    ‘Já no plano profissional e de responsabilidade colectiva, a verdade é fundamental’ – ainda que seja certo para verdades de fundo, na realidade (e digo isto com grande experiência de chefiar equipas grandes) por vezes mais vale deixarmos passar aquilo que percebemos que é uma mentira (desde que, claro, dentro de certos limites que não destruam a relação mínima de confiança); por exemplo, alguém que nos garante que está a tratar de um assunto com imenso empenho quando sabemos que ainda não lhe dedicou nenhuma atenção; ou quando se deixam de fora elementos que fazem ficar mal; mais vale, se os assuntos são pequenos, deixar salvar a face do que comprar uma guerra, desde que os objectivos e os prazos sejam cumpridos.

  2. agfernandes diz:

    Obrigada, Maria João. A série “Lie to me” inspirou-me, de facto.
    Tem razão no que refere na relação profissional: definir as prioridades e os compromissos é fundamental. Aqui interessa realmente a “verdade de fundo”, a base da relação de confiança.
    Ana

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s