Os políticos são óptimos guionistas de telenovelas

… e não estou apenas a referir-me aos políticos caseiros, também aos internacionais…

Nas suas composições novelísticas, há heróis (eles) e vilões (os outros), e nesta divisão territorial a preto e branco apenas se consideram os argumentos fabricados. Os acontecimentos mais diversos são sempre lidos nesta grelha: há os aliados e há os inimigos. Não é assim nas telenovelas? E se não fosse assim, haveria público para a informação oficial?

Nas telenovelas dos políticos, as suas iniciativas são sempre exemplares e pelo interesse do seu país e do seu povo (?), é essa a sua motivação vital (??). Este é um princípio básico e só lhes faltam as asinhas para completar o seu ar angelical quando debitam o seu auto-elogio. É claro que qualquer crítica será vista como um ataque pessoal, de um inimigo empedernido, estão a ver? Também é assim nas telenovelas.

Uma vez comentei casualmente que, se fosse a guionista das telenovelas, alteraria a mensagem, a estrutura, as personagens, os diálogos. Torná-las-ia verosímeis, bem, talvez caricaturasse um pouco para tornar mais evidentes os tiques miméticos sociais (não resistiria), ou as dependências várias (também não resistiria), mas ainda assim procuraria ser verosímil. Claro que me responderam de imediato: não terias público… (snif)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s