As fórmulas do menu do sistema não funcionam no séc. XXI

Ups!, o sistema não previa isto: as fórmulas do seu menu já não funcionam. Que chatice!, não se poder recorrer às fórmulas simples (pensamento binário) do séc. XX: a fórmula “mudança de regime” por exemplo, a fórmula “Salazar”, outro exemplo, a fórmula “revolução das flores”, a fórmula “consenso nacional”, enfim, já não funcionam no séc. XXI (pensamento analógico).

Mas mesmo que o sistema se quisesse actualizar, digamos, numa formação teórico-prática, nunca iria encontrar as fórmulas certas, impossível. Porque qualquer fórmula que funcione, lhe indicará à partida a necessidade de se auto-anular, a toda a lógica da sua existência binária (nós e eles).

Portanto, o problema nem está nas criaturas, mas nas fórmulas encontradas no menu (“consenso nacional obrigatório”), e na própria natureza do sistema (o seu criador). O sistema está a colapsar, e nem percebeu. E não é só aqui, neste canto cada vez mais obscuro da Europa, os “serviçais da UE”, digamos assim, mas na própria Europa. O Papa Bento XVI, que vive no séc. XXI mas poucos viram isso, já percebeu. Isto tudo vai colapsar e vai levar muita coisa atrás, porque são os próprios alicerces da estrutura a ir abaixo.

Voltando ao nosso canto obscuro, a fórmula “consenso nacional obrigatório” à volta de três criaturas do sistema, também não vai funcionar. Com a actual organização política, que permite a apropriação automática das chaves essenciais da maquinaria toda, que sufoca as artérias de um país, a economia, as relações de equilíbrio, a responsabilidade partilhada, o sistema comprometeu definitivamente a permanência da sua lógica binária no séc. XXI.

Só os grupos que se reavaliarem e reformularem (pensar e reflectir), que perceberem a lógica do séc. XXI (analógica), em que são consideradas todas as variáveis e escolhidas as melhores soluções, de forma aberta e percebida pelos intervenientes, se poderão manter. Só os grupos que se adaptarem à comunicação viva e contínua, à informação rápida e correcta, serão eficazes e se manterão.

Ora, o sistema é inconciliável com esta nova lógica analógica. É só uma questão de tempo, portanto. O maior receio de quem pensa tudo isto? Os estragos que o seu colapso irá provocar. Porque o seu peso, o estrondo, vai cair sempre sobre os mais desprotegidos e vulneráveis. E vejam em que percurso de lógica binária: primeiro deram-lhes cabo das áreas estratégicas da economia, da sua cultura secular, da sua autonomia e dignidade, agora seria só a domesticação final de escravos-contribuintes. Seria… porque esta fórmula já não funciona no séc. XXI.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sapatos Ortopédicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s