Ó Mãe, a Rússia fez batota

A mim, que não percebo nada de futebol nem de estruturas que mandam no futebol, parece-me que há uma certa preocupação da FIFA em diversificar os locais onde decorrem os mundiais de futebol, desde logo com o objectivo de cativar para o futebol zonas do globo que se interessam mais por coisas ainda mais estranhas do que o futebol, como o cricket, o râguebi ou o basquetebol. Um mundial na Rússia, potência mundial emergente (é o R dos BRICs, afinal) que nunca teve uma competição de futebol de alto nível, e outro mundial no Qatar, em plena mourama onde os mundiais de futebol não são tão frequentes quanto os atentados terroristas, parecem-me a mim, declaradamente desentendida, decisões muito salomónicas. Não faço ideia se a Rússia adoçou o coração dos votantes da FIFA com o vil metal e, na verdade, nem me interessa. O que sei é que é um disparate justificar a derrota da nossa candidatura com supostas manigâncias eslavas. Em todo o caso, se a Rússia pagou a escolha e só por isso Portugal perdeu, ora agradeçamos-lhe, que sempre nos livrou de gastar mais uns bons milhões de euros só para dar uso aos estádios que a dupla Guterres e Sócrates nos impingiu aquando do Euro 2004.

Esta entrada foi publicada em Anestésicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s