Eu sabia!

Depois de ler a invenção da genial doença ‘a pull to the east’ de Nancy Mitford no Don´t Tell Alfred (uma propensão irreprimível para se defender e querer viver as experiências do comunismo mundial existentes à época da década de sessenta no leste da Europa e do mundo, cuja cura era essa mesma experiência) que pensei que havia algum sentido num funcionamento cerebral diferente em pessoas que aderem a certas ideologias políticas. Os neurologistas, que certamente não leram Mitford, nunca se lembraram de fazer o teste. Foi preciso uma sugestão do Mr Darcy, perdão, de Colin Firth para que um estudo concluisse que o cérebro de quem se inclina para a esquerda é diferente do cérebro de quem se inclina para a direita.

Ficam por explicar casos de atravessamento das fronteiras ideológicas (e agora também cerebrais) como os de Durão Barroso ou Freitas do Amaral.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Placebos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s