Umas tantas ideias caridosamente fornecidas a Manuel Alegre

Como o candidato Manuel Alegre tem óbvia dificuldade em alinhavar umas ideias originais sobre o que quer que seja* e mais não tem feito do que reagir (primeiro à proposta de revisão constitucional do PSD, depois à ausência do combate anti-fascista no passado de Cavaco Silva, agora ao requentamento das notícias sobre o BPN) , aqui vão algumas propostas que julgo serem do agrado de Alegre, pelo que lhe tenho ouvido.

Como se sabe, toda e qualquer pessoa que esteve de qualquer forma ligada ao BPN é um ser vil e desprovido de decência que merece ser vilipendiado, votado ao mais negro opróbrio, e são impróprios para participarem em comissões de honra de candidatos presidenciais, serem presidentes de tribunais de contas ou de comissões que vão fiscalizar as contas do Estado, eu proponho que Alegre proponha:

1. Desde logo, que qualquer pessoa que tenha tido qualquer cargo de gestão no BPN ou empresas associadas, detido acções da SLN ou satélites, entrado numa agência do BPN mais de cinco vezes em todo período da sua vida seja obrigado a usar braçadeira com a imagem do pentagrama acima. O pentagrama, além de nos passar a permitir diferenciar as pessoas decentes dos vis criminosos bêpêénianos, está também asssociado ao Código Da Vinci, livro que atacava o catolicismo, algo sempre progressista, adjectivo que Alegre usa para si próprio.

2. Numa data a determinar, juntar todos os portadores do pentagrama num dos estádios do euro que não têm jogos de futebol e obrigá-los a um pedido de desculpas público pela sua ligação ao BPN. De seguida estes criminosos estariam à disposição da turba para receberem sopapos e pagarem com as roupas o dinheiro que cada um teve que colocar no BPN.

3. Um campo de reeducação para internar os portadores do pentagrama poderia ser construído na antiga autarquia de Defensor de Moura e estes criminosos só de lá sairiam quando tivessem resultados excelentes nas aulas de Dialética Marxista ou História do Exílio na Argélia.

4. Todos os colaboracionistas que ignoraram os sinais de alerta que o BPN ia dando estão sujeitos às mesmas medidas que os efectivos criminosos bêpêénianos. Ao mulherio será rapado o cabelo. (Aqui excluem-se, claro, os socialistas, em especial os que no Banco de Portugal com tanto cuidado supervisionaram o BPN, por evidente excelência de carácter que os distingue dos demais).

Amanhã, se me lembrar de mais propostas, continuo.

*Isto claro, se excluirmos o cúmulo da originalidade que, de facto, foi ameaçar os mercados e os investidores com um ralhete em voz grossa caso, por loucura nacional colectiva, fosse eleito – quiçá acompanhado de uns vídeos no youtube de Alegre com caçadeira no braço, o que seguramente, em conjunção com a voz grossa, amedrontaria o mundo inteiro e, de súbito, oferecer-se-iam para nos emprestar dinheiro com juros ainda menores do que à Alemanha. Mas esta originalidade tão depurada, agradeçamos a Deus, não se repetiu.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Ansiolíticos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s