Várias coisas aparentemente não relacionadas

«As crianças com baixo auto-controlo têm tendência a serem adultos mais pobres, com menos saúde e maior propensão para cometer crimes e consumirem substâncias que causam dependência. O estudo publicado hoje na edição online da revista Proceedings of the National Academy of Sciences analisou mil pessoas durante mais de 30 anos. (…)

Segundo o artigo, as crianças com pouco auto-controlo tinham mais tendência a ter problemas de saúde durante a vida adulta (27 por cento contra as crianças com mais auto-controlo que tinham só onze por cento), como pressão arterial elevada, obesidade, problemas de respiração ou doenças sexualmente transmitidas. Além disso, era mais provável serem dependentes de substâncias (dez por cento contra três por cento) como o tabaco, o álcool e as drogas, tornarem-se pais solteiros (58 por cento contra 26 por cento), terem dificuldade em gerir dinheiro e terem um registo criminal aos 32 anos (43 por cento contra 13 por cento).

“Conseguir ter auto-controlo e gerir os impulsos é uma das exigências que as sociedades pedem mais cedo às crianças”, explicou a cientista. »

Tenho ideia de ter lido um estudo semelhante no Emotional Intelligence, de Daniel Goleman, onde se estudava a capacidade das crianças resistirem a comerem uns rebuçados e se relacionava esta capacidade com as competências desenvolvidas enquanto adultos.

Parece que não tem nada a ver, mas tem:

1) O facto de as crianças adquirirem muito pequenas as capacidades que depois desenvolverão enquanto adolescentes e adultos e que determinam em grande medida o seu sucesso, juntando à importância que cada vez mais se atribui ao papel das mães no sucesso dos filhos (a saúde mental das mães é um factor importantíssimo no adequado desenvolvimento dos filhos; a escolaridade das mães é um dos melhores factores para prever a escolaridade e sucesso profissional dos filhos, bem como o cuidado que ao longo da vida têm com a sua saúde; a propensão das mães adolescentes para serem filhas de mães adolescentes;…) deve levar à reflexão muito séria do que será permitirmos a adopção de crianças por casais homossexuais de dois homens.

2) Estas competências-chave que se adquirem na infância explicam também porque acções de formação profissional de adultos que vise a alteração comportamental não servem para coisa nenhuma se não para gastar dinheiro.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Anabólicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s