E dura

Não sei se hoje pela tardinha o sempre-em-pé não estará ainda à tona. Aliás, da maneira como o dia de ontem foi fértil de declarações mais ou menos enigmáticas, mais ou menos passageiras, mais ou menos discretas, faz-me quase crer que afinal, a oeste, não haverá nada de novo. É o sistema.

Só ainda não percebi foi por que carga de água o PR não demitiu sumariamente o Governo quando Teixeira dos Santos teve a intervenção mais infeliz do hemisfério norte, palavras de um insuspeito socialista. Isto sim, são as trapalhadas que merecem uma vassourada. É que depois dá nisto: ouvir Jorge Sampaio em tom seráfico a pedir “responsabilidade de todos os agentes políticos”. Logo ele, talvez um dos três que ocupa a maior quota-parte de termos chegado aonde chegámos. A História encarregar-se-á de lhe outorgar o título de um dos maiores desastres da nossa democracia (?) pós 25 de Abril.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos, Antiparasitários. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s