Da inutilidade

Uma mensagem quase inútil, esta noite, por parte do Presidente. Jamais (jamé!) se poderá contar com um PS liderado por José Sócrates para um consenso alargado a sair das eleições que aí vêm, e quando um partido do arco governativo se põe à margem o consenso será coxo. Mesmo que  PSD e CDS obtenham juntos uma maioria absoluta, se não a renovam sistematicamente por mais uma ou duas legislaturas corre-se o risco de aparecer um novo Sócrates, ou um novo Guterres, ou até um novo Sampaio. E – desgraça das desgraças – pode aparecer um mix dos três. Será um reload negro. Muito negro. Enfim, vamos ver no que isto dá.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Anti-histamínicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s