O pedinte

No início desta semana presenciei um acontecimento caricato.

Encontrava-me na rua com um familiar sensivelmente à hora de almoço quando somos abordados por um pedinte que nos pede dinheiro alegadamente para comer porque tinha fome e não tinha o que comer. Quem estava comigo, e sempre me ensinou que não se nega ajuda ao próximo principalmente se essa ajuda está ao nosso alcance e quando se tratam de assuntos de sobrevivência (e ninguém sobrevive sem comer), respondeu que se o problema era matar a fome teria todo o gosto em lhe pagar uma refeição, enquanto acompanhava o pedinte ao café mais próximo, onde já várias vezes tivemos oportunidade de almoçar.

Entrados no café, foi pedido a quem atendia que se providenciasse ao senhor que nos acompanhava um menu do dia (que inclia sopa, prato, bebida, sobremesa e café), tendo a pessoa atrás do balcão entregue uma lista com os pratos do dia disponíveis.

Pensando que não só tinhamos fechado o assunto mas também que tinhamos cumprido o nosso dever de auxílio ao próximo, eis que somos novamente abordados pelo mesmo pedinte que, tendo declinado a oferta e abandonado o referido estabelecimento comercial, reclamava que não gostava de nenhum dos pratos disponíveis e pedia um reforço na verba porque o que lhe realmente apetecia era um bife-do-lombo-não-sei-quê.

Qual seria a relevância desta história para o leitor? Nenhuma, não fosse a semelhança com o comportamento de alguns paises no sul da Europa.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

2 respostas a O pedinte

  1. Maria João Marques diz:

    Isto lembra-me a história de um grupo de amigos meus, que há anos um dia por semana iam distribuir sopa pelos sem-abrigo de Lisboa. A sopa não era necessária porque os sem-abrigo não gostavam da sopa e, logo, não a aceitavam.

  2. Alda diz:

    Em meu entender, quem nega o que comer, entenda-se qualquer coisa comestivel, nao tem fome, nunca sofreu carencias e nao lhe deve ser dada qualquer outra escolha, pois muitos pedintes, pedem na esperanca de conseguir que lhe seja dado dinheiro para o alcool e outros vicios que por ai andam.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s