Exercício pré-eleitoral nº 3: avaliar factos e resultados

O circo desceu à rua, montam-se as tendas, prepara-se o espectáculo, a vozearia do costume. Nas televisões a máquina é mais visível, com os números das sondagens que fazem ainda efeito nas mentes mais simples e nas almas mais ingénuas. Tudo serve para iludir os eleitores, os ilusionistas de serviço. Um deles acaba agora de debitar os seus conselhos ao PM demissionário, sim, o professor Marcelo mantém a sua agendinha actualizada. A sua lógica manhosa assemelha-se estranhamente à cultura socialista vigente: a segunda metade é a que fica no ouvido… o essencial não são os programas do PSD nem do CDS, mas se vocês querem o Sócrates ou não… Sócrates tem agora de inverter esta questão, descobrir uma forma… Estão a ver a qualidade da análise política do professor?

Como terceiro exercício pré-eleitoral, proponho que dirijam a vossa atenção para os factos e para os resultados concretos, e não tanto para discursos, debates, comentários, entrevistas. Como trabalharam os diversos partidos na AR? Que medidas concretas apresentaram? Qual a sua perspectiva, a sua visão? Qual o caminho que propõem, as soluções para pôr a economia a crescer, o país a produzir e a competir no mercado global? Na hora da verdade é isso apenas que conta, a capacidade de trabalho, de organização e de mobilização dos cidadãos. A prova de que merecem a nossa confiança.

É evidente que a marca registada está no programa de cada um, nas prioridades, nas grandes linhas de orientação. Ainda não pode ser um programa de governo porque, com já vimos aqui, isso só é possível com todos os dados na mão e pelos elementos de um governo já em funções, mas é a expressão concreta de um ADN, de uma natureza, de uma cultura. É a fórmula definida por uma inteligência, uma competência. Comparem-nos bem, analisem-nos bem.

Não se deixem intimidar ou condicionar por sondagens. Como é que uma sondagem que posiciona assim os partidos pode ser séria, com um nº tão elevado de indecisos? Não está à vista desarmada que os indecisos anulam desde logo qualquer resultado? Mais de 10% de indecisos já altera tudo. Como é possível apresentar sondagens deste calibre?

Está tudo em aberto. Embora não partilhe o optimismo irresponsável do professor Marcelo, estas duas semanas vão ser tempos interessantes, posso no entanto conceder que serão pelo menos tempos de definição e de clarificação. Não pelas televisões que estão lá para servir a máquina do sistema actual. Mas na cabeça das pessoas simples, comuns. Que ainda poderão surpreender pela sua perspicácia e escolha da autonomia em vez do conformismo e da servidão.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sapatos Ortopédicos, Vacinas, Vitaminas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s