Coisas oh tão inteligentes que se ouvem na tv

Disse há pouco, na SICN, José Gomes Ferreira que o governo (qualquer governo) não devia ir pelo caminho de alterar o recebimento do IVA para o momento do recebimento do pagamento da factura, substituindo o actual recebimento aquando da emissão da factura. E porquê? Porque assim, argumentou, as empresas deixam de ter incentivo para pedir o pagamento das facturas. Pois é mesmo isso: eu tenho um cliente que me deve 1230€ por uma factura qualquer. Se receber, tenho de pagar 230€ de IVA ao Estado e, porque não quero pagar os tais 230€, também não tenho interesse nenhum em receber a porção da factura – os 1000€ – referentes ao pagamento dos bens que vendi ou dos serviços que prestei. Não é inteligente? Fica por explicar, já que eu e todos os empresários deixaríamos de ter incentivo para cobrar as dívidas dos clientes, com que receitas (que não quereríamos receber) pagaríamos os ordenados, a segurança social, o telefone, a electricidade, a manutenção dos equipamentos, etc., etc., etc. (já para nem falar na distribuição de lucros, de que, só para tramarmos o Estado, prescindiríamos).

Como eu gosto sempre de ouvir gente que nunca teve de se preocupar com a gestão de tesouraria de uma empresa teorizar sobre o que deve ser a minha vida como empresária. Também estamos neste pântano porque os nossos opinadores têm estas ideias tão sensatas.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s