Temperamentos

A sanha contra a Moody’s é uma injustiça. Vejamos, em consciência, com a realidade actual do país merecemos outra classificação que não seja lixo? Já está em curso algum plano efectivo de redução dramática da despesa pública? Anything?

No dia em que reduzirmos dramaticamente a despesa pública e assim conseguirmos criar um superavit nas contas públicas que então nos permita começar a pagar o que devemos (já agora, o plano da troika não garante, nem pouco mais ou menos, essa necessidade, mesmo que seja escrupulosamente cumprido) teremos razão para falar, gritar, mandá-los à badamerda. Até esse momento preciso chegar, aguentemo-nos à bronca.

Mais trabalho e menos ruído, é o que se pede. E já agora uma redução dramática da despesa pública. 50% do Subsídio de Natal, carros particulares ao fim de semana e não os do estado, portagens na ponte sobre o Tejo aka 25 de Abril aka Oliveira Salazar em Agosto está tudo muito bem, mas sem redução dramática da despesa pública não vamos lá.

E também alguém explique porque carga de água é que continuamos a ir buscar financiamento aos mercados. Não era para estancar essa hemorragia de juros que a troika entrou em cena?

Nota de rodapé: a utlização por quatro vezes da expressão “redução dramática da despesa pública” foi propositada. Há que dar ênfase a estas coisas.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Antianémicos, Vitaminas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s