O vôo do Falcao

Sim, estou aqui que nem posso. É verdade que já (muitos) outros insubstituíveis saíram do FCP e também não é menos verdade que o clube continuou a ganhar – sim, a vencer desde 1893, lê-se no meu cachecol de adepto. Mas sair do melhor clube português para ir para a segunda linha do futebol dos nuestros hermanos, trocar a Champions pela Liga Europa, e nem sequer receber um Porsche amarelo (estou a imaginar como seria um Panamera ou um Cayenne amarelo Estoril-Praia) é ir de cavalo para burro. Ou melhor, de ave de rapina para insecto. Claro que, de um insecto rico para uma ave de rapina remediada, isto claro futebolisticamente falando e comparando as ligas espanhola e portuguesa, é todo um céu que se coloca.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Esteróides. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s