Do quinze de quarenta e dois

NUNCA DESISTAS

Quando a vida vai mal, como acontece às vezes,
Quando a estrada que trilhas tem mágoas e revezes,
Quando o dinheiro é pouco e as dívidas são altas,
Quando tu queres sorrir e em dor te sobressaltas,
Quando o medo te oprime e a esperança mal avistas,
Então descansa um pouco, sim, mas não desistas.

Que o sucesso ou fracasso não te iludam jamais!
Quando em vez de te abrir te fechas ainda mais,
E o cinzento doentio das nuvens te amargura,
Se nos olhos não vez amor nem ternura,
E tudo o que tens perto te parece afastado,
Então, enfrenta a luta, mesmo triste e magoado,
E se alguém te disser com pena: “Não resistas”
Outra voz gritará, mais forte: “Não desistas”

Roberto Durão

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Vitaminas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s