O consumismo, a crise e o Pai Natal

Ontem à tarde juntei-me ao rebanho tuga no shopping para as últimas – isso mesmo, últimas, finais, completadas – compras de Natal. O Pai Natal existe, porque só o Pai Natal consegue encher o shopping em tempos de propalada crise. Sim, as filas na FNAC e no Imaginarium estavam compostas. Não se trata só de passeantes a ver as montras. Ergo, o Pai Natal existe. Só pode.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s