Ramsay’s Kitchen Nightmares, um magnífico micro-exemplo para os diversos países europeus e, já agora, para a UE como suposta equipa – 1

Ramsay’s Kitchen Nightmares é um programa que descobri recentemente e a que depressa me habituei. Este chef não me pareceu completamente desconhecido, lembrava-me vagamente de um outro programa em cozinhas americanas, mas que na altura não me tinha interessado por tê-lo encarado apenas como um chef sádico e ansiógeno, intratável mesmo.

Mas este Kitchen Nightmares está francamente fabuloso. O primeiro programa que vi foi precisamente este, do Fenwick Arms, um pub supostamente típico, em Lancashire, com todos os ingredientes para ser um desafio à altura deste temperamental chef: à beira da falência e o casal responsável, Elaine e Brian, cheio de dívidas. Para completar o pesadelo, Brian é o maior teimoso de que há memória e irá revelar-se, ao longo do programa, parte do problema.

Gordon Ramsay, o chef temperamental, surgirá entretanto aos meus olhos como um perfeito treinador: identifica os obstáculos, ajuda as pessoas a identificá-los também, propõe um cenário bem sucedido, as estratégias para o conseguir, o que espera de cada um e da equipa num todo, e para tudo isto tem um prazo muito limitado, uma semana apenas.

Finalmente, depois de muitas f words (que, aliás, deram nome a um outro programa), o Fenwick Arms assume a sua verdadeira natureza de pub localizado numa região específica, com uma cozinha saborosa e despretensiosa. Este conceito está muito bem construído de tão simples que é: trata-se de dar aos clientes que escolhem um pub a comida que eles esperam de um pub. Daí a necessidade de mudar o menu para um que se adapte, para já, à cozinha própria de um pub e, seguidamente, à região, Lancashire.

Agora fica aqui o meu desafio:

– analisem as estratégias de marketing utilizadas para mudar a imagem local do pub, uma campanha bem sucedida promovendo uma especialidade da região;

– identifiquem o país e/ou os países que se comportam como o Brian. Para já, todos os traços identificados pelo Gordon: as suas ilusões de grandeza, a sua teimosia, a sua dificuldade em delegar responsabilidades e tarefas específicas, o seu fétiche por pratos que compra em grandes quantidades no e-Bay, etc. Não se deixem influenciar pelos preconceitos culturais norte-sul que não passam de uma operação de marketing mal concebida e mal sucedida;

– identifiquem as dificuldades colocadas ao funcionamento da equipa como um todo (cozinha e atendimento no bar e nas mesas), e tentem extrapolá-las para a UE como equipa. Tudo tem de estar em perfeita sincronia para responder de forma eficaz aos pedidos dos clientes. De outra forma, todos se atropelariam e ninguém se entenderia, acabando novamente num desastre financeiro.

É um exercício interessante. E a série não se fica por aqui.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos, Vacinas, Vitaminas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s