Os recadinhos dominicais do Prof. Marcelo indicam-nos os calos que o governo anda a pisar?

Ouvir os recadinhos dominicais do Prof. Marcelo não contribui para recuperar a nossa vitalidade perdida, nem manter a sanidade mental, nem sequer para cultivar a alegria possível, mas é um exercício que se revela útil sempre que a intriga jornalística segue um qualquer filão.

É certo que o jornalismo caseiro e o comentadorismo nacional já perderam qualquer credibilidade, pelo menos para quem observa à distância e procura ver o grande plano: a lógica do poder em exercício, interesses em conflito, a agitação das elites mediáticas, etc.

O exercício de hoje é muito simples: de quem são os calos que o governo anda a pisar? Querem ver?

Nas perguntas ao Prof. Marcelo sobre a prestação do governo, os ministros já estavam divididos artificialmente em pacotes:

– o pacote PM;

– o pacote o ministro mais experiente como político;

– o pacote dos mais visíveis;

– o pacote dos invisíveis;

– o pacote das mulheres;

– o pacote dos descartáveis.

Esta escolha por pacotes de ministros já de si não é nada inocente. Poderiam até ter disfarçado, não acham? Meter um dos descartáveis num dos outros pacotes. No dos invisíveis, por exemplo. E o outro no pacote dos mais visíveis. Mas não. Assim sem mais nem menos, o último pacote ficou ali pendurado na ponta final para lhe pegar e concluir: remodelação do governo. Nem mais.

Resumo dos recadinhos do Prof. Marcelo:

– demitir o ministro da Comunicação Social, ou esperar que se demita;

– remodelar o governo para substituir o ministro da Economia.

Com que argumentos? Um porque não soube gerir a relação com os jornalistas e ainda não conseguiu privatizar a RTP. Além disso, caíram-lhe uns pingos de suspeita em cima e depois disso já não há hipótese de se limpar. O outro porque demorou muito tempo a conhecer o país e quando conhecer, está de saída. Brilhante análise. Nada sobre o que o ministro fez até agora na pasta da Economia, onde mexeu, onde vai mexer.

Pergunta do cidadão comum atento: de quem são os calos que estes dois ministros andam a pisar?

O que alguém ainda não percebeu (e precisávamos de um Gil Vicente para lhe mostrar através de uma peça exemplificativa) é que neste momento o cidadão comum vai começar a pesar na sua fórmula, queira ou não queira. As excepções de estimação têm os dias contados. O cidadão comum não vai querer continuar a sustentar:

– RTP;

– empresas públicas mal geridas;

– monopólios empresariais;

– fundações conhecidas e fundações-fantasma;

– metade dos deputados na AR e gabinetes de assessores para isto e para aquilo;

– organismos e corpúsculos vários à sombra do contribuinte;

– contas mal feitas, contratos ruinosos, negociatas manhosas, etc. etc.

Portanto, a intriga nacional para manipular remodelações convenientes é uma estratégia que tem os dias contados. No final desta telenovela, alguém vai perceber isso. E já agora, se o cidadão comum emigra, alguém pode seguir o mesmo caminho. Ir intrigar para outro lado.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Antiparasitários, Vacinas. ligação permanente.

2 respostas a Os recadinhos dominicais do Prof. Marcelo indicam-nos os calos que o governo anda a pisar?

  1. Sugel diz:

    Portanto, a intriga nacional para manipular remodelações convenientes é uma estratégia que tem os dias contados. No final desta telenovela, alguém vai perceber isso. E já agora, se o cidadão comum emigra, alguém pode seguir o mesmo caminho. Ir intrigar para outro lado.

  2. agfernandes diz:

    Sugel

    Espero que compreenda a mensagem em português.
    Visitei o seu site, conceito interessante e útil: anti-stress.

    O meu feed-back – conteúdo:
    Apostar no conhecimento que é só seu, a sua síntese, o seu estilo próprio, a sua marca única.
    Qual é o seu estilo?, o conhecimento em que se especializou? É o turismo? É a promoção de produtos e de comportamentos anti-stress?
    É aí que deve apostar.
    Ana Gabriela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s