Morreu um artista

Morreu Sergio Pininfarina.

Quem gosta de automóveis não tem dificuldades em apontar pelo menos uma dezena de magnificas criações da empresa de que era presidente honorário, mas outros menos interessados terão mais facilidade em recordar-se de exemplos concretos, o original do Ferrari 365 GTS/4 Spider preto (o usado na série era uma réplica), ou o Testarossa branco com que Sonny Crocket se pavoneava pelas ruas de Miami. Não sendo um polícia de Miami vestido de forma foleira aos tiros atrás de gansgers, o contacto mais próximo que me esteve reservado com as suas criações foi o 124 Spider que a minha avó teve há muitos anos.

Morre aos 85 anos e, na empresa com o mesmo nome fundada pelo seu pai na década de 30, foi responsável pelo design de alguns dos melhores e mais bonitos automóveis de todos os tempos (e até a minha mulher, que não acha grande piada a carros, já está mais do que convencida que isto é uma verdadeira obra de arte).

Hoje não é só o mundo automóvel, mas o mundo do design geral que fica mais pobre.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Genéricos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s