O meu texto hoje no Diário Económico

Em defesa da privatização da TAP:

«[A] privatização da TAP levanta uma questão de fundo: deve o Estado ter sector empresarial? Deve o Estado desviar recursos das suas funções primordiais, com resultante mau desempenho nessas áreas, para negócios que os privados gerem melhor mas que, na esfera pública, já depois de indemnizações compensatórias, acumulam prejuízos e dívida? Ou, caso da TAP, deve o Estado manter empresas tecnicamente falidas? Não deve.»

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Vitaminas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s