Tides of War – um livro a evitar

Stella Tillyard escreveu (e ganhou, justamente, fama com) o delicioso e correctíssimo Aristocrats, onde conta a vidas das irmãs Lennox, todas elas no centro do rodopio político britânico e irlandês setecentista. Este livro teve até direito a (medíocre) série televisiva, misturando nesta a vida de Edward Fitzgerald, filho preferido da segunda irmã Lennox e protagonista do segundo livro de Tillyard, Citizen Lord (já menos apurado do que o livro de estreia). A autora portou-se também bem com A Royal Affair, George III and His Troublesome Siblings, bem escrito e bem sucedido na evocação desses tempos de viragem do século XVIII para o século XIX. É, assim, oficial: Tilliyard tem talento e sabe criar empatia com os seus defuntos objectos de escrita e torná-los criaturas multidimensionais para os seus leitores.

Foi, então, com naturalidade que ia espreitando na Amazon um novo livro de Tillyard e que encomendei (em boa verdade, pré-encomendei) Tides of War, o primeiro romance da autora, trazendo-nos agora as guerras peninsulares para as páginas de leitura. Afinal é sabido que é necessário alma de romancista para saber cativar os leitores com um livro de História ou com uma biografia, não é? Vejam-se os sucessos de Nancy Mitford com as suas biografias. Mas fica esclarecido com Tides of War: alma de romancista não garante a qualidade de um romance.

Tides of War é mau por todos os motivos. Grandes partes do livro ocupam-se de actos e conversas que teriam ficado melhor fora da obra e que nada lhe acrescentam. Os protagonistas são desinteressantes e, pior ainda, pouco credíveis – a heroína tem comportamentos que só fazem sentido no contexto de uma má telenovela; algumas personagens secundárias despertam algum interesse no leitor (a mulher de Wellington, por exemplo), mas esse interesse não é levado a lugar algum. De resto é tudo pouco real: temos dois amantes, um deles adúltero, que se acariciam publicamente num café; temos pessoas, na formalista Inglaterra de inícios de oitocentos, que mal se conhecem e já se tratam pelo nome próprio; temos meros conhecidos cumprimentando-se no meio da rua com dois beijos; e por aí adiante.

E, a meio da obra, vem o sacrilégio: a autora, através da sua insossa heroína, critíca o Pride and Prejudice. E se se poderiam aceitar – com grande espírito benevolente – críticas a Jane Austen de alguém que escreve evidentemente de forma genial (aceitam-se, ainda que não se subscrevam, as críticas de Charlotte Bronte a Austen), já ver críticas a Jane Austen numa coisa proto-literária como Tides of War é uma provocação que não se pode deixar passar. É tão confrangedor que nem a criticar Jane Austen Tillyard consegue ter estilo afiado. Lá critica que o mundo das personagens de Austen seja apenas o doméstico, onde nem os ecos da guerra chegam. Diz que as relações entre classes não são as descritas por Austen. Mostrando a sua mestria, Tillyard afirma até que sua a heroína está a ler First Impressions em vez de Pride and Prejudice. O que desde logo levanta dúvidas sobre a fiabilidade histórica da autora, visto que First Impressions foi o título da primeira versão nunca publicada de Pride and Prejudice, que ganhou o título final quando Austen o reviu e publicou uns quinze anos depois de escrever e abandonar First Impressions. E há uma cereja no topo do bolo: a heroína de Tillyard, que critica as domésticas (?!) Bennett e é supostamente uma mulher avançada para o seu tempo, termina a diatribe contra Austen com uma crise de choro (e não, ao contrário do que sucederia com uma crise de choro austeniana, a intenção não é satírica).

Enfim, com amizade vos digo: fujam da leitura de Tides of War.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos, Anestésicos. ligação permanente.

Uma resposta a Tides of War – um livro a evitar

  1. Pingback: Amores e desamores reais: um filme e um livro | O Insurgente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s