Plano B político do governo: bloco central com Costa?

Por esta é que eu não esperava: que Pacheco Pereira, o astuto e hábil analista político, também fosse um mentor (ou, pelo menos, avalista) da candidatura de Costa à liderança do PS. Veja-se o oportunismo destas personagens, de sorrisos conciliatórios e palmadinhas nas costas, subitamente todas em consenso: Costa pode aproveitar agora para subir ao poder e liderar a oposição. O sistema tem, de facto, uma incrível capacidade de adaptação e de sobrevivência e está a reorganizar-se de novo: por alguma razão, Seguro tornou-se incómodo. Isto tudo soa a um plano B para o caso do CDS romper a coligação. Fica a lógica do bloco central? Apenas na análise sobre a tal ida aos mercados e à depressão da Europa Pacheco Pereira revela a argúcia de sempre.

TPC: destacar no discurso dos intervenientes os argumentos sem fundamento e sem uma lógica prática, as claras intenções de manipular a opinião pública e as falsas esperanças relativamente à estabilidade do euro.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Antiparasitários, Purgantes, Vacinas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s