O mundo ao contrário

Nas últimas três semanas fui todos os dias ao meu facebook (a frequência anterior era aí de uma vez por mês), fiz likes freneticamente, partilhei, comentei, respondi a comentários e até conversei com duas grandes amigas do tempo da adolescência a quem havia perdido o rasto (algo incomum, já que continuo muito amiga e de amizade frequente com as grandes amigas da adolescência), enfim, fui uma pessoa normal do ano de dois mil e treze.

Dada a estranha alteração de comportamentos, se eu criar uma conta no twitter – supondo que em algum momento conseguirei perceber (e ter paciência para tentar perceber) quem diz o quê a quem no twitter – estão todos autorizados a temer pela saúde e pelo bem-estar das minhas crianças.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos, Anestésicos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s