Crítica Cinéfila.

Depois de uns longos cinco meses sem Crítica Cinéfila com igual escassez de idas ao cinema (toda a gente sabe que nos últimos meses do ano os filmes que estreiam não ficarão certamente conhecidos pela sua qualidade), voltamos hoje, mais uma vez, com a nossa “famosa” Crítica.

E assim sendo o escolhido de ontem foi o 12 Anos Escravo (12 Years a Slave), 2013. Filme de Steve McQueen com Chiwetel Ejiofor, Dwight Henry, Kelsey Scott, Michael Fassbender e Brad Pitt entre outros.

http://www.imdb.com/title/tt2024544/?ref_=nv_sr_1

O filme retrata os anos de escravatura no Sul dos Estados Unidos e conta a história de um homem negro, pai de família (livre e abastado), que um dia é raptado e, na impossibilidade de provar a sua origem, é vendido como escravo e assim vive durante 12 anos. De referir ainda que o filme é baseado em factos verídicos…

Começo por dizer que provavelmente nunca tinha saído de uma sala de cinema tão “incomodado”… Toda a audiência saiu da sala literalmente em silêncio, com um fortíssimo nó no estômago!!! O filme é muito bom, certamente, e conta com (pelo menos) duas MAGNÍFICAS interpretações: Chiwetel Ejiofor (o “escravo”) e Michael Fassbender (o sádico/psicopata dono do “escravo”). Fassbender tem uma interpretação assombrosa, as feições dele transfiguram-se de maldade e sadismo nas cenas mais violentas.

Mas como não há bela sem senão também tenho uma crítica negativa: Na minha opinião o filme é “demasiado comercial”, ou seja, é daqueles filmes que são feitos literalmente para ganhar Óscares (e vai ganhá-los com certeza!!!). Toda a gente sabe que sexo + violência + temática polémica/sensível = Óscares!!! E se a esta “receita” juntarmos algum nome sonante (neste caso claramente Brad Pitt) então não há mesmo que enganar, venham os Óscares… Para além disso, sem qualquer sombra de dúvida, as cenas de violência são demasiado longas e demasiado explícitas, claramente excessivas!!!

Posto isto continua a ser um filme a não perder, pelo menos para os menos impressionáveis. Quanto aos outros aconselho alguma “mentalização prévia”… Mas vamos ter Óscares com certeza!!!

…When everything is lost, there is nothing else to lose. Uma citação que pode resumir todo o filme…

Bom filme!!!

Esta entrada foi publicada em Genéricos com as etiquetas . ligação permanente.

2 respostas a Crítica Cinéfila.

  1. silva diz:

    A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol III
    No caso da farsa do despedimento coletivo do Casino Estoril,passam já quatro anos sem fim à vista por atraso da justiça a maior parte das pessoas estão na miséria e vão inevitavelmente por falta de ordem económica entrar em pobreza profunda este é o maior espectáculo de drama deste Casino Estoril.
    Os denominados poderosos que não é mais que o esterco de uma sociedade, são abençoados por uma vida, boa que o único divertimento é dar concertos para os traficantes de influências afim de desgraçar vidas humanas, pois nunca lhes dão valor.
    http://revelaraverdadesemcensura.blogspot.pt/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s