É o que dá a falta de rega nas ideias e métodos do PS

rosa murcha

Conclui esta semana (depois de prolongadas suspeitas de várias doenças do foro psicológico) que as cabecinhas socialistas enlouqueceram de vez. Foi Ferro Rodrigues que veio afirmar candidamente que o PS defende mesmo de há quatro anos, mais mês menos mês da altura em que faliram o país. E foi o pré-programa (e mais sobre esta coisa dos pré-programas depois) do PS que vem afiançar-nos que a política que nos trouxe uma década de estagnação e, a seguir, bancarrota, é a mesma que nos vai fazer enriquecer em três tempos.

Como estão muito convencidos que os eleitores são burros de todo (e, bem, os eleitores votaram duas vezes em sócrates, pelo que já mostraram em tempos fraco discernimento), nem se dão ao trabalho de mudar qualquer coisa no discurso e nos métodos. Acham-nos tão patinhos que, apesar de já termos levado pancada à séria à conta das escolhas do PS, vamos continuar a querer levar pancada do PS – porque, todos sabemos, o mesmo discurso e os mesmos métodos levam às mesmas consequências.

Nas últimas eleições, o eleitor desencantado não se deu ao trabalho de abandonar os mais interessantes afazeres da sua vida para ir até à escola ou junta de freguesia para votar no PS. Nem com o incentivo de poder aparecer na tv (à entrada ou saída dos locais de voto) entregue às boas causas de salvar a paz no mundo, terminar a crise dos refugiados ou alimentar todas as crianças de África (com o voto, pois claro). Já tinha percebido (finalmente!) a inutilidade e futilidade e desonestidade do discurso do PS. E, da próxima vez, vai suceder exatamente o mesmo.

(As próximas eleições vão ser uma competição entre PS e coligação para ver qual dos blocos produziu menos desencantados.)

Mas o PS, aparentemente, pensa que acorreram todos a votar, esperançosos que o PS apoteoticamente desta vez estivesse à altura (do que quer que seja que o PS pode estar à altura). E que o eleitor continua entusiasmado como na primeira hora do pós santanismo. (Os egos insuflados são tramados.) Em suma: pelo PS ainda não perceberam que os encantos do PS e das suas propostas não são suficientes para cobrir tamanho manancial de burrice, estupidez e falta de respeito pelos eleitores.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Alucinógenos. ligação permanente.

Uma resposta a É o que dá a falta de rega nas ideias e métodos do PS

  1. Maria Barbosa diz:

    V. Exa. conclui ou concluiu? Entretanto também não sei que gotas há-de dispensar ao PS… se “óticas” ou se “óticas”… Certo é que, com esta redacção, dá “exatamente” no mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s